Nota Fiscal Consumidor Eletrônica – 1,5 mil empresas do MS têm que aderir

Obrigatoriedade vale a partir de 1º de março de 2018, para empresas que faturaram de R$ 600 mil a R$ 1,8 milhão em 2017 e agora terão que emitir Nota Fiscal Consumidor Eletrônica

Ler mais

Cinco estados brasileiros já exigem MDF-e também para circulação interna

Paraná é o caso mais recente da obrigatoriedade de emissão do MDF-e, que visa agilizar o registro em lote de documentos fiscais que estejam em trânsito

Ler mais

Distrito Federal: MEIs devem substituir nota avulsa por Nota Fiscal Eletrônica

Obrigatoriedade começa em 1º de março e a Nota Fiscal Eletrônica substituirá o documento avulso emitido pelo Sistema da Sefaz – DF

Ler mais

Nota Fiscal Eletrônica: pode vender tranquilo, que a Varitus fatura pra você

Para MEIs ou donos de microempresas, emitir Nota Fiscal Eletrônica, seja de vendas ou de serviços, amplia bastante as possibilidades de fazer negócios com mais clientes e ganhar mais dinheiro

Quando vende ou presta serviço para pessoas físicas, o MEI (Microempreendedor Individual) não tem obrigação de emitir nota fiscal. Mas precisa emitir quando o cliente é uma empresa. Se for empresa pública, ou que possui certificações como a ISO, então, aí é que só dá negócio se for com nota fiscal mesmo. E, claro, nota fiscal eletrônica, em sintonia com as mais modernas regras e inovações do mercado, onde tudo está cada vez mais prático, rápido e digitalizado.

Tanto para MEIs como para microempresas, no entanto, falar em emissão de nota fiscal eletrônica, pode significar arrepios e receios variados, principalmente porque, entre os milhões e milhões de brasileiros que viraram donos de seus próprios negócios nos últimos anos, muitos – muitos mesmo, não têm qualquer intimidade com o computador.

Mas isso não pode e nem deve ser desculpa para perder boas vendas e bons contratos de serviços. Emitir nota fiscal, eletrônica inclusive, abre novas e melhores possibilidades de ganhar dinheiro com bons negócios. E se o problema é falta de conhecimento ou de costume para mexer com tecnologia, a VARITUS BRASIL já resolveu, e muito bem resolvido.

Está em pleno funcionamento o Back-Office da VARITUS, um verdadeiro anjo da guarda para microempreendedores e microempresários, um serviço pelo qual a VARITUS emite a nota fiscal para essas empresas. Uma verdadeira mão na roda, deixando sua cabeça e suas energias cem por cento focada nas suas vendas e nos seus contratos.

Por um custo fixo extremamente acessível, a VARITUS emite até uma nota fiscal eletrônica de vendas ou de serviços mensal e, se sua empresa precisar emitir outros documentos dentro do mês, a taxa excedente é muito, muito vantajosa e competitiva. Tudo para acelerar seus negócios e liberar sua empresa para captar mais, maiores e melhores clientes, sem sustos e sem burocracia.

E mais – utilizando os pacotes de softwares da VARITUS, sua empresa tem total segurança e praticidade na gestão dos documentos fiscais: tudo é armazenado de forma organizada, para ser conferido e utilizado sempre que você ou o fisco quiserem.

Faça já uma consulta on-line no site da VARITUS – www.varitus.com.br ou www.notafaz.com.br . Eleve sua empresa – você MEI ou proprietário de microempresa – a outro patamar. Venda mais e não se preocupe: a VARITUS faz o faturamento pra você.

Prazo para adesão ou desenquadramento no Simples Nacional termina dia 31 de janeiro

Atenção para o alerta emitido pela Secretaria Executiva do Comitê Gestor do Simples Nacional: mais de 468,5 mil empresas foram excluídas do regime por débitos

Ler mais

Nota Fiscal Consumidor Eletrônica – NFC- e – Que vantagens seu cliente leva?

Entre as principais estão transparência, segurança, modernidade e até mais facilidade para participar de programas de combate à sonegação fiscal que premiam o cidadão em dinheiro

Ler mais

Nota Fiscal Consumidor Eletrônica: maioria dos estados já obriga emissão

Em São Paulo, desde 1º de janeiro deste ano, obrigatoriedade já vale até para contribuintes que faturaram R$ 60 mil ou mais em 2017; Minas prevê iniciar implantação só no segundo trimestre

Avança em todo o Brasil a obrigatoriedade da emissão da Nota Fiscal Consumidor Eletrônica – NFC-e, que substitui os documentos fiscais em papel que até então vinham sendo utilizados pelo setor varejista.

Ler mais

Quem guarda bem, sempre tem. E não perde dinheiro por perder documentos fiscais eletrônicos

Tomar uma multa do Fisco por cometer erros na emissão documentos fiscais da sua empresa, já é ruim. Mas, ser penalizado por perder arquivos de documentos eletrônicos, por não detectar falhas em sua validade ou autenticidade, ou por localizá-los de forma desorganizada e fora do prazo estabelecido pela fiscalização, é ainda mais traumático.

Ler mais

2018: Otimismo é bom. Mas eficiência é indispensável

O ano novo já vigora no calendário, abrindo uma agenda de 12 meses de muitos desafios para a sociedade em geral, e para as empresas brasileiras, de um modo bastante intenso.

Ler mais

GTIN – Global Trade Item Number – indispensável na validação de notas fiscais já a partir de janeiro de 2018

Empresas de variados segmentos terão pela frente novas exigências
para adequarem suas rotinas contábeis. Uma delas é o preenchimento do
código GTIN (Global Trade Item Number), sequência numérica em forma
de código de barras de um produto. Esse código permite a identificação
global de cada item comercializado. E, sem o preenchimento desse
campo, se tornará gradativamente impossível, a partir de 1º de janeiro de
2018, validar uma nota fiscal (NF-e e NFC-e) perante as Sefaz (Secretarias
de Fazenda).

Ler mais

Página 1 de 2

Show Buttons
Hide Buttons